Confusão .

Já passaram segundos, minutos, manhãs, tardes, noites, dias e semanas desde que decidiste traçar um novo caminho para ti . Foste tu que optaste , não eu mas não te censuro. Durante os primeiros dias era-me estranho adormecer sem a tua voz . O que mais me fez avançar foi o facto de estar lado a lado contigo na fila do Mac e não termos pronunciado uma palavra que fosse .

 

  Doeu-me muito ver-te brincar com outra rapariga. Acho que não reparaste , mas limitei-me a olhar uma unica vez e virar a cara . Permaneci a cantar ao som da viola do Gú-gú na esperança que ninguém reparasse no brilhozinho que surgira nos meus olhos. Acho que já não me amas, acho que nunca me amaste - não do mesmo modo que eu ainda amo . Já paraste para pensar nas promessas que fizemos ? Em todas as certezas que tinhamos ? Todos os sonhos que eu plantaste no meu coração para depois me abandonares?

 

  Ontem beijei o C. Podes não acreditar no tempo que demorei a convencer-me a mim mesma que o ia fazer. É tão estranho, beijar outros lábios que não os teus. Sentir outro corpo que não o teu. Lembro-me perfeitamente, estava a dançar e fui ter com o B . Quando a conversa morreu, olhei para o C e disse-lhe: desculpa. Ele não me ouviu por causa da musica e quando olhou para mim eu beijei-o. Ele não teve tempo de reagir, nem tão pouco de pensar. Sei que retribuiu o beijo, e que eu fugi quando os nossos lábios se afastaram.

 

  Afinal não me sinto culpada como tu disseste que não te ias sentir se "comesses" outra rapariga. Mas acredita, não foram poucas as vezes em que pensei em ti. Não foram. Dançei como nunca tinha dançado , deixei a musica entranhar-se no meu corpo e sentir o ritmo .Senti olhares postos em mim , mas nem isso me satisfez . Já não andamos , já não me amas, já não me procuras - porque é que sinto tanto a tua falta ? Cada vez acho mais que o H gosta de mim , o C foi um teste a mim mesma ( disseram-me que ele era igual a ti , mas eu sei que não , és unico ) e o B é algo que me fascina . Podes-me pedir que avançe, que siga o meu caminho mas digo-te , tenho medo de voltar amar tanto como te amo a ti .

sinto-me:
publicado por Lébasi às 19:09