Sábado , 24 de Janeiro DE 2009

Tu não és ninguém.

Tu não és ninguém , eu não gosto de ti. Odeio a tua falta de palavras nas nossas conversas e a tua aparente estupidez que se demonstra extremamente inteligente. Não suporto a tua forma de andar e a tua mão no bolso enquanto finges prestar atenção ao que eu digo. Irrita-me que gostes precisamente do mesmo que eu , partilhamos amigos e isso é algo que me faz detestar-te. Tens ar de ser igual a todos os outros , pois afinal é na sombra deles que te escondes. Mas eu não, eu vejo-te . Reconheço a tua ignorância, falta de tacto, imbecilidade e presente mau gosto na tua pessoa . Anseias por quem não te quer mas não tens coragem para arriscar e dizeres o que sentes .Quem és tu? Não és ninguém enquanto optares por não o ser. Esse teu ar irrita-me, esse sorriso maroto que em dás de cada vez que nos cruzamos revolta-me.

 E eu não gosto de ti , não gosto de nada em ti e nem sei porque é que continuo a ansiar por cada cruzamento nosso . Seja de olhares , de sorrisos ou de toques . Não sei . Tu não sabes a minha história , não sabes o que escondo , e o pouco que sabes é o que eu te dou a conhecer.

Um dia destes , por tantos defeitos que tens , ainda te beijo novamente . Não será nada , apenas mais uma coisa a detestar em ti. Já não sei como seria não te detestar . Odeio o facto de demorares a responder ás sms , odeio não dizeres nada e todas as noites te despedires . Odeio todos os factos , odeio porque te quero , mas contudo odeio-te porque não és ele .

tags: ,
publicado por Lébasi às 21:34
Domingo , 18 de Janeiro DE 2009

...

 

Caminhava pela praia descalça. Os seus pés conseguiam sentir a areia molhada entranhar-se nos dedos á menina que estes se enterravam a cada passo. Á sua volta observava o Mundo , ouvia o som das ondas a rebentar nas rochas e aquela ternura com que a areia absorve a água quando o mar a volta a puxar. Olhou o por do sol , e sentou-se. Não deu mais um unico passo naquela praia, simplesmente, sentou-se a observar o sol . Os raios alaranjados reflectidos no mar transmitiam-lhe uma sensação de segurança que ela á ja muito procurava. Fechou os olhos, e deixou-se levar por aquele momento. 

 Perdeu-se em si mesma , ali naquela praia , perdeu-se em si mesma. Ergueu-se , não sei se pelo medo de recuperar o que havia perdido ou se por simples mente ter medo de se deixar ser parada. Desta vez não caminhou , correu como se houvesse algo a persegui-la . O mar rugia, a areia magoava e o céu era agora negro. Já poucas forças lhe restavam, e o seu corpo caiu inerte na areia deixando apenas o som da sua respiração para testemunho do mar. Não se movia, não se moveu uma unica vez . Não se moveu, mas permanece viva.

 

 

publicado por Lébasi às 18:02
Terça-feira , 13 de Janeiro DE 2009

Aula de Biologia.

Hoje deixei-te ir sem nada dizer ,

Hoje despedi-me de ti sem que conseguisses ver,

Foi só mais um sorriso e uma simples troca de palavras,

nenhumas que se comparem ás que outrora foram sussurradas.

 

De que adianta correr se a andar vamos melhor?

De que adianta sofrer se já conheço esse caminho de cor?

Não , não vale a pena , acredita que hoje vou andar ,

não me iludam com esperanças que eu só quero caminhar.

 

És a minha pessoa , somente a unica quem me dei,

Se queres correr corre e eu aqui permanecerei.

Não adianta correr se tu não quiseres olhar.

Não adianta chorar por cair sem te apanhar.

 

Eu já corri, não adianta dizer que não,

não se tratam de infantilidades mas de seguir o coração.

Talvez seja um defeito, quem sabe, não gosto de pensar nisso,

Há demasiada vida em mim e tu sabes que eu não desisto,

 

Eu corri , saltei , sonhei e tropeçei,

faz parte cair e erguer-me é a minha lei.

Quando caí foste incapaz de me socorrer,

disseste-me sozinha sem ter nada a dizer .

 

Eu guardo e acredito em cada promessa que te fiz,

não foram só palavras ditas para te fazer feliz.

Melhor amigo , melhor amante , o que lhe quiseres chamar,

eu ainda sinto a tua ausência mas acabei por me habituar .

 

Tornaste-me mais forte, já não te procurarei quando cair.

Afinal de que adianta gritar se não me consegues ouvir?

Não te odeio , não te amo, já nem pouco te procuro.

Hoje deixei-te partir , dei um tiro no escuro.

publicado por Lébasi às 21:37
Domingo , 11 de Janeiro DE 2009

Lamechas ? Te enganas .

Aqui , neste preciso momento eu declaro que a porta foi fechada á tristeza . Deixem-me dançar como sempre dançei apesar de não ser um dos meus dotes . Deixem-me gritar por entre o silêncio e fazer o meu riso ecoar pela rua mesmo que esta esteja deserta . Eu só quero viver , e pra viver é preciso saber .

 Tomai-me como louca se para vós louca me encontro, mas  o que me corre nas veias é mais que sangue , é mais que oxigénio . Tenho mais em mim que muitos de vós alguma vez terão, pelo simples facto de ser capaz de passar por cima de tudo mesmo que ninguém perceba que a solidão por veres também descobre a minha morada.

 Amar faz parte da vida , e quem não ama não sabe o que é viver . Já tenho inimigos que cheguem, e a esses digo obrigado pois ninguém inveja algo que já possui . Eu sei amar , sei sofrer e sei chorar na escuridão imensa do meu quarto . Descobri recentemente os prazeres da nicotina , e de nada me orgulho de o ter feito . Já caí meus caros , já tropeçei e estive no fundo do posso mas ganhei asas e regressei ao meu Mundo .

 Sonhem , pois sem sonhar , viver não é interessante .

 

Quando eu morrer , quando este Mundo decidir que chegou a minha hora , que seja escrito na minha lápide : aqui jaz Rita Isabel Valentim Francisco, eterna sonhadora e amante da vida.

publicado por Lébasi às 18:02
Sexta-feira , 09 de Janeiro DE 2009

A essência da vida é andar para a frente;
sem possibilidade de fazer ou intentar marcha a trás.
Na realidade, a vida é uma rua de sentido único.

 

Agatha Christie

 

__________________________________________________________________________

 

E a caminhar a par e passo cruzaste-te no meu caminho . Desta vez poderias ter passado rente a mim sem me falares , não queria ouvir o tom quente da tua voz nem ter de lidar com o teu sorriso dirigido a mim . Cruzámo-nos , no local mais improvavel , e tu resolveste quebrar o silêncio . Murmuraste-me um bom-dia convicto e aproximaste o teu rosto do meu . Respondi-te e beijei-te o rosto duas vezes , duas unicas vezes , duas ultimas vezes. Quando regressaste dirigi-me a ti com o intuito de ter finalmente a nossa conversa . Não sei como nem porquê mas assim que paraste para me ouvir com um sorriso enorme e os meus olhos se perderam nos teus as palavras foram-se . Perderam-se simplesmente, e tu nem deste conta . Falámos de coisas básicas e em meras frases consegui reconhecer o teu ar de menino que me conquistou . Não mudaste nada como tinhas dito. Despedimo-nos e virámos costas , o tempo não parou .

 O meu Mundo ainda é o teu , apenas já não existimos "nós" mas sim tu e eu . Não posso mudar de planeta , isso seria fugir de ti e eu não pretendo fazê-lo. Vou enfrentar-te , e de cada vez que olhar para trás e te encontrar vou sorrir e dar mais um passo . Talvez não seja a melhor decisão, talvez o mais correcto fosse esperar que tu decidisses o nosso futuro . Eu vou caminhar , vou correr para longe com a certeza de que estarei sempre por perto . E quando cair , talvez , apenas talvez , tu estejas lá para me apanhar .

 

A vida não pára , então porque irei eu parar ?

 

publicado por Lébasi às 17:46
Quinta-feira , 08 de Janeiro DE 2009

2 minutos e o Mundo

A minha vida não parou em ti , fui eu que a fiz parar . Eras a brisa quente de verão que me aquecia em dias frios de Inverno . Recordo-me de te ter pedido " no dia em que deixares de gostar de mim diz-me , diz-me e eu ficarei por perto" . Eu senti o teu amor a desaparecer , senti-te a ti cada vez mais ausente por muito que o teu corpo se encontrasse a meros centimentros e os teus lábios a miseros milimetros. Aconteceu , tu acabaste por me mentir e eu a olhar-te nos olhos a pedir-te que não o fizesses . É bom ouvir um "amo-te" quando o nosso sentimento é precisamente o mesmo . De cada vez que mo sussurravas ao ouvido acredita que eu ganhava força para enfrentar o que quer que fosse . O ser humano é assim , deduzo eu . Supostamente somos incapazes de matar , supostamente é imoral roubar e supostamente mentir é ser-se desonesto mas em situações extremas damos por nós a tomar as rédeas e a fazer o impensável.  Eu afirmo que mataria para proteger as pessoas sem as quais não me imaginaria , tal e qual como tu me mentirias simplesmente por me quereres proteger . Protegeste-me da maneira errada , mentiste-me e intrepretaste o teu papel como se nada fosse. Como se o teu amor não tivesse mudado e eu ainda fosse a menina dos teus olhos.

  A cada dia que passa que me torno mais forte , a cada palavra que não me dás , a cada ausência á minha necessidade de poder contar contigo . Não foste somente o meu namorado, não foste só mais uma fase . Ainda vejo em ti parte de mim , ainda consigo sorrir ao relembrar os velhos tempos , tempos que eram e serão sempre nossos. Hoje deixei-te ir , hoje e somente hoje abdiquei do amor que te tenho e deixei-te . Eu vou caminhar , não sei para onde vou nem conheço quem me acompanha , mas sei que o Mundo espera por mim . Tu nunca foste nem nunca serás só mais um , tu és a minha pessoa . A única .

 

______________________________________________

O player ontem mandou-me mensagem á noite , e eu em tom de brincadeira disse-lhe que ele só me queria para saber da minha amiga e ele disse : achas ? agora fiquei triste . só falo contigo sobre ela porque és a unica pessoa proxima dela que conheço ( e tu nao me ajudas ) . mandei mensagem porque pensei em ti , ao contrario do que pensas , eu gosto de falar contigo . O rapaz da passagem de ano ontem passou duas horas ao telemovel comigo a ouvir-me falar de outros rapazes e já começou com mensagens do género : tens um sorriso perfeito e a tal frase do : se fosses para lésbica era um desperdicio . Por amor de deus homens, inovem se faz favor . O meu beijo anónimo tem educação fisica ao mesmo tempo que eu e só agora é que descobri. Ontem falámos e eu expliquei-lhe que não sentia nada por ele ( é impossivel nutrir um sentimento por alguém que nao se conhece ) e que ele podia parar de fugir de mim. Hoje ele desabafou comigo e contou-me que gostava de uma rapariga que só por acaso me ouviu a falar dele com uma amiga. Acabei a insentivá-lo a lutar por ela , apesar de não suportar a miuda .

publicado por Lébasi às 16:50
Quarta-feira , 07 de Janeiro DE 2009

Há dias em que a melancolia chove dentro de nós como se estivéssemos numa manhã de Inverno. Não se ouve pois ao contrário dos que amam o ruído eu prezo o silêncio e duvido que alguém o tenha sentido . Assim foi o meu dia , á conquista do proximo.

 

Signo de segunda feira : hoje irá apaixonar-se , não tente resistir.

Signo de terça-feira: tente empenhar-se pois na vida á mais que grandes buracos

Signo de quarta-feira: tropeçar faz bem, porque só se tropeça nas pedras pequeninas tendo em conta que as grandes são bastante evidentes .

 

Conheci um dos players da escola , ele está interessado numa amiga minha e quer a minha ajuda . É estranho , á algo em nele a que não consigo ficar indiferente . Se o vejo sorri-o , se não o vejo procuro-o .Ora bem , onde é que eu já vi isto ? Pois , quando eu ainda era pré adolescente e as coisas aconteciam assim .

publicado por Lébasi às 18:51
Terça-feira , 06 de Janeiro DE 2009

(...) eu não , já não tenho medo . ainda te procuro mas já não me movo . acho que não me faltam as tuas palavras , faltam as que não disse mas pensei .

tags:
publicado por Lébasi às 20:27
Segunda-feira , 05 de Janeiro DE 2009

.

O som da campaínha ecoou por entre as paredes da sala . As cadeiras foram arrastadas e os corpos dos que me rodeavam ergueram-se como se cada segundo fosse uma ultima respiração. Eu mantive-me sentada , olhei para as horas presentes no canto superior do telemóvel e não me mexi um milimetro que fosse . Não demorou muito até que a sala ficasse praticamente vazia e eu tivesse de me erguer também. Passei os dedos por entre os meus fios de cabelo e olhei para os meus pés . " Mexam-se" , pensava eu . Desci os degraus do pavilhão e pela primeira vez senti o frio daquelas paredes a entranhar-se no meu corpo . Consegui sentir o meu corpo resvalecer a cada degrau daquela enorme escadaria de mármore. Eu não quero caminhar , sei a onde este percurso me leva . O engraçado é que não parei , eu prossegui o meu caminho . Não te vi porque não te procurei . Podia ter passado mesmo á tua frente , podia ter tido o teu olhar no meu e quem sabe um sorriso mas de que me adianta esse momento ? Sinceramente , de que me adianta continuar a sorrir-te se tudo o que me dás são lágrimas e dor . Não , eu não desisto de ti , apenas chega de sofrer . Não sou masoquista para continuar a procurar uma palavra tua que teima em não chegar . Avança , avança tu e procura-me porque eu vou continuar a andar . Não se trata de covardia , inteligência meu caro , simples e bruta .

 

"You've gotta stand for something or you'll fall for anything "

tags: ,
sinto-me: diferente
música: The scripth - fall for anything
publicado por Lébasi às 20:51
Domingo , 04 de Janeiro DE 2009

Não saio do tom .

 

 

" Ás vezes mais vale desistir do que insistir " , e eu nunca desisti . Nunca soube deixar-te ao abandono como se fosses apenas mais um objecto sem valor nas parteleiras do meu quarto. Por momentos , os meus olhos pairam sobre o teclado e observo as minhas mãos. Acho que nunca soube desistir, nunca aprendi a deixar uma batalha a meio sem conhecer o seu desfeche. Ainda conheço os teus hábitos , ainda sei o que fazes quando entras em casa e se me perguntarem o que fazes quando te deitas sobre a cama á noite eu ainda saberei responder. O meu corpo fundiu-se com o teu mais que uma vez , mas a minha alma fundiu-se com a tua e não soube regressar sozinha . Trouxe consigo as promessas que murmuraste , os sorrisos que me deste e os sonhos em que a fizeste acreditar . Quando penso em ti e não viro a cara , consigo sentir o teu toque no meu corpo . Sou até mesmo capaz de te imaginar á minha frente a sorrires como sempre fizeste . Eu não sei desistir , não sei não tentar , não consigo . Eu amei-te de uma maneira tão diferente , eu amei-te , eu amei-te . Seria tão mais facil desistir se tu fosses capaz de me dizer que este é fim , o nosso fim . Que nós morremos e que não há forma de eu voltar a poder adormecer nos teus braços e ter a certeza que te despedirias sempre com um "até logo" . Eu costumava pedir-te que assim o fizesses, porque assim saberia sempre que acabarias por voltar. Sei que estou diferente , que estou mais forte e que aprendi a proteger-me de ti mas sei que amanhã ainda vou ansiar que me procures por entre as pessoas no intervalo. Eu não sei desistir , sei guardar-te bem dentro de mim e fazer de conta que está tudo bem . Posso fingir que não tenho saudades da tua voz antes de adormecer , dos teus beijos apaixonados , de poder simplesmente abrigar-me nos teus braços . Posso calar o coração e agir como se tu nada fosses . Porque não ? Porque tu não és algo que eu posso enterrar nos confins da minha alma e deixar trancado a sete chaves . Tu és aquilo que eu mais amo , mas ao mesmo tempo o que mais temo .

 

tags: ,
sinto-me: com medo
publicado por Lébasi às 16:11

mais sobre mim

pesquisar

 

Janeiro 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
16
17
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Fumar mata . obrigada pela visita, voltarei bj gr
  • Amiga, não podes fumar é perigoso!!!!
  • Exactamente , amiga.
  • aquilo que tens na mão faz-te tão mal.
  • (: Adorei o teu blog, e gostei especialmente deste...
  • bom post :)
  • Ò medo é natural , até para nos prtegermos , mas ...
  • Eu, por vezes, também não. Amei as tuas palavras. ...
  • Ola',não sei se te lembras de mim...:PPassei so' p...
  • tão gira ;)*

mais comentados

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro