Sábado , 21 de Fevereiro DE 2009

Fim de semana.

' e cada olhar , a cada sorriso , a cada provocação dou por mim cada vez mais em ti . cada vez mais me alteras os passos, cada vez mais procuro pelo teu olhar no meio da multidão que me rodeia . e a cada passo percebo que preciso de me proteger. '

 

As minhas notas desceram a pique , sim ? A pique mesmo . Passei  para 6's os meus 16's. Biologia e Quimica estão completamente out. Eu não me consigo interessar por quimica, não me atrai. Tenho de estudar este fim de semana. Deixei de roer as unhas (ahah). Não sei o que quero ser , não sei se sigo biologia, se jornalismo, se engenharia ou ainda termino como médica. É preciso esforço para cada uma destas profissões e eu sofro de preguicite aguda. Este fim de semana está reservado á familia, simples (deduzo que nunca fiz isto). Vou arrumar o quarto, estudar e tentar convencer a mãe a ir comigo ao Cascaishopping . O meu quarto parece a lixeira municipal e tenho de me aplicar . Nem quero saber o que vai ser quando ela descobrir as minhas negativas, enfim .

 

Acho que está na altura de falar com o meu ex. Eu já não o amo, odiar nunca o odiei , raiva talvez. Ele era o meu melhor amigo , e eu sinto falta da presença dele. Não me importa se existem outras raparigas, só quero que ele seja feliz. Ontem sorriu-me e eu tive vontade de o abraçar , mas não o fiz . Ainda não me decidi , não sei se é melhor mantê-lo num mundo á parte. Foi opção dele sair do meu.

tags: , ,
sinto-me: bem com o mundo ?
publicado por Lébasi às 11:17
Terça-feira , 06 de Janeiro DE 2009

(...) eu não , já não tenho medo . ainda te procuro mas já não me movo . acho que não me faltam as tuas palavras , faltam as que não disse mas pensei .

tags:
publicado por Lébasi às 20:27
Segunda-feira , 05 de Janeiro DE 2009

.

O som da campaínha ecoou por entre as paredes da sala . As cadeiras foram arrastadas e os corpos dos que me rodeavam ergueram-se como se cada segundo fosse uma ultima respiração. Eu mantive-me sentada , olhei para as horas presentes no canto superior do telemóvel e não me mexi um milimetro que fosse . Não demorou muito até que a sala ficasse praticamente vazia e eu tivesse de me erguer também. Passei os dedos por entre os meus fios de cabelo e olhei para os meus pés . " Mexam-se" , pensava eu . Desci os degraus do pavilhão e pela primeira vez senti o frio daquelas paredes a entranhar-se no meu corpo . Consegui sentir o meu corpo resvalecer a cada degrau daquela enorme escadaria de mármore. Eu não quero caminhar , sei a onde este percurso me leva . O engraçado é que não parei , eu prossegui o meu caminho . Não te vi porque não te procurei . Podia ter passado mesmo á tua frente , podia ter tido o teu olhar no meu e quem sabe um sorriso mas de que me adianta esse momento ? Sinceramente , de que me adianta continuar a sorrir-te se tudo o que me dás são lágrimas e dor . Não , eu não desisto de ti , apenas chega de sofrer . Não sou masoquista para continuar a procurar uma palavra tua que teima em não chegar . Avança , avança tu e procura-me porque eu vou continuar a andar . Não se trata de covardia , inteligência meu caro , simples e bruta .

 

"You've gotta stand for something or you'll fall for anything "

tags: ,
sinto-me: diferente
música: The scripth - fall for anything
publicado por Lébasi às 20:51
Domingo , 04 de Janeiro DE 2009

Não saio do tom .

 

 

" Ás vezes mais vale desistir do que insistir " , e eu nunca desisti . Nunca soube deixar-te ao abandono como se fosses apenas mais um objecto sem valor nas parteleiras do meu quarto. Por momentos , os meus olhos pairam sobre o teclado e observo as minhas mãos. Acho que nunca soube desistir, nunca aprendi a deixar uma batalha a meio sem conhecer o seu desfeche. Ainda conheço os teus hábitos , ainda sei o que fazes quando entras em casa e se me perguntarem o que fazes quando te deitas sobre a cama á noite eu ainda saberei responder. O meu corpo fundiu-se com o teu mais que uma vez , mas a minha alma fundiu-se com a tua e não soube regressar sozinha . Trouxe consigo as promessas que murmuraste , os sorrisos que me deste e os sonhos em que a fizeste acreditar . Quando penso em ti e não viro a cara , consigo sentir o teu toque no meu corpo . Sou até mesmo capaz de te imaginar á minha frente a sorrires como sempre fizeste . Eu não sei desistir , não sei não tentar , não consigo . Eu amei-te de uma maneira tão diferente , eu amei-te , eu amei-te . Seria tão mais facil desistir se tu fosses capaz de me dizer que este é fim , o nosso fim . Que nós morremos e que não há forma de eu voltar a poder adormecer nos teus braços e ter a certeza que te despedirias sempre com um "até logo" . Eu costumava pedir-te que assim o fizesses, porque assim saberia sempre que acabarias por voltar. Sei que estou diferente , que estou mais forte e que aprendi a proteger-me de ti mas sei que amanhã ainda vou ansiar que me procures por entre as pessoas no intervalo. Eu não sei desistir , sei guardar-te bem dentro de mim e fazer de conta que está tudo bem . Posso fingir que não tenho saudades da tua voz antes de adormecer , dos teus beijos apaixonados , de poder simplesmente abrigar-me nos teus braços . Posso calar o coração e agir como se tu nada fosses . Porque não ? Porque tu não és algo que eu posso enterrar nos confins da minha alma e deixar trancado a sete chaves . Tu és aquilo que eu mais amo , mas ao mesmo tempo o que mais temo .

 

tags: ,
sinto-me: com medo
publicado por Lébasi às 16:11
Sexta-feira , 02 de Janeiro DE 2009

Palavras ao vazio .

" não mudes a pessoa que és . não mudes esse teu jeito de ser , esse brilhozinho nos olhos que cativa qualquer uma . não tentes ser algo que não és , porque não serás tu . não mudes . não tenho palavras , apenas sentimentos , perdi a minha voz no meio dos argumentos . sonha , vive , procura e analisa - descobre , constrói , luta e representa . podes ter mudado agora , podes portar-te de uma maneira diferente e agir de uma outra maneira mas eu ainda te reconheço . ainda te vejo mesmo sem pronunciares uma palavra . nós não temos palavras , temos olhares e é isso que me dás a cada dia que passa . um olhar enquanto caminho . eu não vou olhar pra trás , nunca deixes que te convençam que tu não tens valor . hoje virei a página , mas levo-te comigo , guardado onde sempre estiveste . vou estar sempre aqui , por ti , por nós , por mim . deixa os dias passarem , dá tempo aos meses e espera pelos anos que aí vêm . um dia destes , tu verás que eu cumpro as minhas promessas . tenho saudades , agora sou só metade . é giro como as coisas mudam , como o que damos como certo nos deixa desamparados de um momento para o outro . eu tenho orgulho em ti . podes fechar os olhos ao facto de teres sido meu namorado por momentos , eu continuo a ter orgulho na pessoa que és . não é por me magoares , por estares longe ou por quereres umas férias para ti que isso muda . tu és a minha metade . podes envelhecer , o teu rosto pode começar a ter rugas e o teu corpo a deixar de responder aos teus pedidos - eu hei-de encontrar-me sempre em ti porque há coisas que nunca mudam . não conheço o meu futuro , mas se soubesse a vida não teria tanta piada . os meus erros não me fariam crescer , as minhas batalhas não me dariam tanta força e as guerras que travarei perderiam o gosto . eu vivo , eu sei viver . não mudes . não te peço isto por mim , peço-to por ti . por favor , não mudes . refaz a tua vida com outra mulher se ainda o desejares , eu não te irei criticar nem tão pouco odiar-te . tal como disse , há coisas que nunca mudam e ninguém me conhece como tu " - 03:27

 

palavras que não disse , mas que pensei .

tags:
sinto-me:
música: Halloween - o meu par
publicado por Lébasi às 12:37
Quarta-feira , 24 de Dezembro DE 2008

É Natal

É dia 24 , e a avó já está cá em casa . Tenho a sala artilhada com bolos e doces , e doces e bolos :D não deveria estar tão feliz visto que quero emagrecer mas o Pai Natal perdoa . Ontem foi dia 23 , eu e o Bunny teriamos feito 3 meses se estivéssemos juntos mas por incrivel que pareça a unica coisa que me fez chorar ontem foi o facto de me encontrar no Mac a comer um sunday de chocolate com cobertura de bolacha . Eu costumava dizer que quando ele me magoasse tinha de me comprar um desses , e depois começou a tocar uma daquelas musicas mesmo ideias para se chorar e puff . E segui-me de um sorriso , pois a vida continua .

 

Ontem á noite fui sair com os rapazes . O Rúrú estava diferente , estava mais bonito que o costume - ou se calhar era só da minha imaginação o que é bastante provavél . Fomos para as escadinhas , e eu tinha prometido ao pai que eram só 15 m . ( saí de casa ás 22:40 e regressei á 01:00 ). O rú-rú manteve-se sempre perto de mim , e se há coisas que gosto nele é de quando ficamos a olhar um para o outro sem mais nada a dizer . Não são como os olhares que tinha com o Bunny , mas não posso continuar a pensar nisso.  Os rapazes estiveram cerca de 1 hora a falar da passagem de ano ( que só por acaso ainda não sei onde vou passar a minha ) , e eu fui-me encostar ao Rú-rú. Perguntei-lhe o que tinha , ele não estava com cara de muitos amigos e só me sorria de vez em quando: falta de atenção tua . E prontos, eu disse que ele era totó e ele passou a noite toda abraçadinho a mim . Ele estava em cima do muro , e eu estava no meio das pernas dele . Ele põs os braços á volta da minha cintura e de vez em quando apertava como se não me quisesse largar .


Apareceram uns rapazes , com um ar muito maltrapilho , e um deles queria bater noutro . Então começaram por ter uma conversa a sós e quando começaram aos berros os rapazes subiram todos excepto o rú-rú ( eu não deixei ) . Ele aproveitou a ausência dos outros e tentou beijar-me :$ aproximou o rosto do meu e eu disse : não . ( eu sei que sou estúpida , mas ainda estou muito presa ao Bunny. Ainda o amo , e não seria justo estar a enganar-me a mim mesma ). Ele perguntou porquê e eu não lhe respondi. Limitei-me a permanecer em silêncio . Quando os outros desceram passou-se o seguinte. Vou descrever para perceberem. Imaginem um rapaz extremamente mal vestido a acusar um rapaz gordo chunga de lhe dever 50 euros . Foi mesmo isto . O Rú-rú perguntou o que se tinha passado e  o outro respondeu-lhe logo mal. Agora imaginem lá , pareciam dois galos numa capoeira e eu ali a pedir ao Rú que parasse de responder. O Tim também se meteu logo , para defender o Rú mas eu consegui que se calassem. Estava com tanto medo , já estava a escapar ás regras do meu pai . Eles andarem á porrada com um individuo que provavelmente tinha uma faca algures não era o fim de noite ideal . O Tim acabou por me vir por a casa , e o Rú veio atrás com outro rapaz . Podemos chamar-lhe Tuga ( ele é doido por Hip hop e eu depois de o conhecer - passados 15 m - disse.lhe que parecia uma puta revoltada ). Fora isso o rapaz até é bastante simpático.


Crise : O Rú-rú tem namorada , e isto não é nada bom. Eu sinto-me atraída tudo bem, e gosto dos miminhos que ele me dá mas o Bú será sempre o Bú e eu ainda tenho esperança que as coisas voltem ao que eram . Ambos errámos , mas eu ainda não desisti, não quero desistir. E não gostava que o meu namorado me traísse, por isso não quero que o Rú traia a namorada . Ele é super player -.- é moreno , de olhos azuis , pele branca . Ninguém se importaria de o comer , excepto eu ( logo , o problema é meu). Um defeito dele é só me dar atenção quando estamos juntos , se não estivermos ele nunca diz nada o que eu acho um pouco mau :(


É Natal , eu devia estar feliz mas nem me deu para comprar nada para mim ! O que não é de todo normal . Só quero que esta noite a avó sorria e não chore por o avô não estar presente. Só quero uma boa-noite passada em familia para mais tarde recordar . Apetece-me abraçar o Bú e ficar deitada no colo dele pela noite dentro e recordar bons momentos que vivemos . Hoje sinto-me , com vontade de recordar .

sinto-me:
publicado por Lébasi às 17:55
Segunda-feira , 22 de Dezembro DE 2008

O medo que corrói .

 

O ciúme corrói todas as almas . O ciúme incapacita todos os seres que vão para lá do simples existir . Não importa se se trata do ser mais inteligente ou do que se afasta da sociedade . Os estereótipos que nós criámos são aqueles em que muitas vezes nos afundamos , e quanto a isso , somos os únicos a poder fazer alguma coisa . Temos a capacidade de sentir . Nós , conseguimos chorar por simples acontecimentos tal e qual como podemos deixar-nos cair em desespero e sentirmo-nos sós embora em nosso redor existam pessoas .  " Homem que é Homem não chora " , mais um estereotipo criado por nós. O ciúme não é nada mais que medo . E o ser humano , é medroso . Não interessa se nos dizem que somos bonitas , que seriam os mais felizes do mundo por nos ter - não tem qualquer tipo de relevância .

 Temos por hábito andar á deriva enquanto procuramos o amor verdadeiro , todos o querem , muito se iludem . Não interessa , somos como que abelhas atrás do mel que teima em não aparecer . Eu tive medo de ser trocada , medo de não ser suficiente , de ela possuir a capacidade de te fazer mais feliz que eu . O medo destrói . Destruiu a segurança que eu tinha em relação a mim mesma , sem que tu próprio de apercebesses . Hoje olho para trás e penso : sou melhor que ela .

 Não me interessa minimamente o facto de ela ser mais velha , de poder exibir o corpo que tem , de ter meio mundo atrás dela . Não quero saber . Eu sei que sou melhor . Simples . Ela emite desejo , vontade de a possuir . Eu quero conquistar , não quero ter de possuir para que voltes . Foi a primeira vez que tive ciumes , apenas agora dei sentido a esta pequena palavra que oiço desde a escola primária enquanto se trocavam pequenos toques e se corria a contar o nosso primeiro beijo .

 Eu ainda gosto de ti , ainda penso no teu sorriso quando me deito á noite , as coisas minimas ainda me fazem rir quando me lembro de nós . Já não choro , choro por me ter deixado dominar por cíumes sem sentido . Choro por saber que para onde quer que me vire tu não estarás lá , embora finjas que sim .

 Lembra-te , fecha os olhos , lê as palavras , sente : cada promessa foi verdadeira , cada toque foi sentido e cada olhar não será esquecido . Eu mudei , aprendi com a distância que me obrigaste a ter . Eu não te perdi somente a ti , tinhas mais que um papel na minha vida . E eu quero lutar , não quero ouvir que me amas , não quero ouvir que vais ficar para sempre , quero sentir que estamos juntos -  o compromisso pouco importa . Há quem te queira exibir , eu só te quero voltar a sentir . Por entre risos e sorrisos , toques e olhares . Não peço nada mais que isto .

sinto-me:
publicado por Lébasi às 16:12
Sexta-feira , 19 de Dezembro DE 2008

Confusão .

Já passaram segundos, minutos, manhãs, tardes, noites, dias e semanas desde que decidiste traçar um novo caminho para ti . Foste tu que optaste , não eu mas não te censuro. Durante os primeiros dias era-me estranho adormecer sem a tua voz . O que mais me fez avançar foi o facto de estar lado a lado contigo na fila do Mac e não termos pronunciado uma palavra que fosse .

 

  Doeu-me muito ver-te brincar com outra rapariga. Acho que não reparaste , mas limitei-me a olhar uma unica vez e virar a cara . Permaneci a cantar ao som da viola do Gú-gú na esperança que ninguém reparasse no brilhozinho que surgira nos meus olhos. Acho que já não me amas, acho que nunca me amaste - não do mesmo modo que eu ainda amo . Já paraste para pensar nas promessas que fizemos ? Em todas as certezas que tinhamos ? Todos os sonhos que eu plantaste no meu coração para depois me abandonares?

 

  Ontem beijei o C. Podes não acreditar no tempo que demorei a convencer-me a mim mesma que o ia fazer. É tão estranho, beijar outros lábios que não os teus. Sentir outro corpo que não o teu. Lembro-me perfeitamente, estava a dançar e fui ter com o B . Quando a conversa morreu, olhei para o C e disse-lhe: desculpa. Ele não me ouviu por causa da musica e quando olhou para mim eu beijei-o. Ele não teve tempo de reagir, nem tão pouco de pensar. Sei que retribuiu o beijo, e que eu fugi quando os nossos lábios se afastaram.

 

  Afinal não me sinto culpada como tu disseste que não te ias sentir se "comesses" outra rapariga. Mas acredita, não foram poucas as vezes em que pensei em ti. Não foram. Dançei como nunca tinha dançado , deixei a musica entranhar-se no meu corpo e sentir o ritmo .Senti olhares postos em mim , mas nem isso me satisfez . Já não andamos , já não me amas, já não me procuras - porque é que sinto tanto a tua falta ? Cada vez acho mais que o H gosta de mim , o C foi um teste a mim mesma ( disseram-me que ele era igual a ti , mas eu sei que não , és unico ) e o B é algo que me fascina . Podes-me pedir que avançe, que siga o meu caminho mas digo-te , tenho medo de voltar amar tanto como te amo a ti .

sinto-me:
publicado por Lébasi às 19:09
Sábado , 13 de Dezembro DE 2008

Prisão .

Estou presa no meu próprio mundo . Movimento-me enquanto aparento libertade mas  não consigo libertar-me . Caminho por entre o presente , observo o Mundo no qual me encontro. Sinto o vento a embater no meu corpo enquanto vagueio na rua , e por breves instantes desejo que ele me leve para longe de onde me encontro . Encontro-me agora entre as quatro paredes distintas do meu quarto , todas elas distintas entre si pois todas sabem histórias diferentes. O mundo é nosso -  ainda me recordo de proferir esta frase. Olho-me ao espelho e vejo uma simples adolescente á procura de respostas , respostas que tu não me dás e que eu perdi a força de procurar .

 Saio de casa e esbarro com o meu pecado , escondo-me no pouco espaço da ombreira da porta e rezo para que não me veja mas consigo ouvir os seus passos na minha direcção. E ali me encontro , cabelo apanhado, calças de ganga, tenís da DC e uma camisola enorme cinzenta do meu irmão são a minha distinção naquela rua . O pecado sorriu-me , viu-me , desejou-me . Eu sorri , vi e regressei para dentro do prédio .

 A minha prisão não tem nada que ver contigo , não mereces tal reconhecimento . As grades que me impedem de avançar são de conceitos e padrões por mim defenidos . Não vou cometer o pecado enquanto tu permaneceres em mim . Quero as respostas ás minhas perguntas, quero conseguir existir para além de ti . Tu és livre , comete os teus pecados . Sabes o que isso provoca em mim , tanto que preferes ignorar as minhas perguntas . Diz que não , grita que sim , bate-me, arrasta-me, insulta-me ! Mas responde-me . O mundo nunca foi meu , mas eu sempre soube levá-lo ao meu extremo .

tags:
música: Broken like an angel
publicado por Lébasi às 13:09
Segunda-feira , 08 de Dezembro DE 2008

Stá fi

Era bonito, de facto era. Eu sonhava e tu sonhavas comigo. Eu sonhei como qualquer mulher cujo amor lhe corre nas veias, e tu tentaste viver o sonho comigo. Agora percebo qual foi o nosso erro, o meu principalmente. Sonhei, idealizei, quis um futuro enquanto vivia no presente. Vi-te a desviares-te do nosso caminho, caminho esse traçado por mim desde muito cedo. Não queria seguir o caminho que outros traçaram, queria seguir o nosso, complexo, único e simplesmente nosso. Tentei que voltasses, mas tu permaneceste nele sem sentires o suficiente para poderes irradiar de felicidade. Querias que eu fosse feliz, mas esqueceste-te que eu só seria feliz com a tua felicidade. Acho que não compreendeste essa parte. Eu vivia-te, guardei o teu sabor e o calor dos teus abraços no meu coração. Bastava-me olhar-te nos olhos para saber quando mentias ou quando algo de errado se passava.

 Iludi-me, tal e qual como tu. Tentaste amar-me de novo, mas não conseguiste e eu sabia, sempre soube. Saíste do nosso caminho, não sei se foi um desvio mas sei que olho para trás e não te vejo. Sempre falámos nas pedras, mas tivemos de enfrentar mares e furacões e mantivemo-nos vivos.

 Chorei, gritei aos setes ventos o porquê de tu teres partido mas de nada me adiantou. Não consegui dormir sem a tua voz, passei 3 noites a olhar para o tecto e a pensar no que havia de ser feito. Hoje? Hoje ergo-me de novo perante ti e quem está atento aos meus passos perante a vida. Não sei o que aí vem, mas sei que serei mais forte. Não é uma questão de fraqueza, mas se pensas assim, que assim o seja. Se quiseres, sabes onde me encontrar. Agora basta, sou mais que isto. Mataste-me e eu renasci. Vou guardar-te a vida inteira, tal e qual como prometi. Parte de mim, ainda és tu.

tags: ,
sinto-me: viva
música: da weasel - tás na boa
publicado por Lébasi às 12:03

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
18
21
22
23
25
26
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Fumar mata . obrigada pela visita, voltarei bj gr
  • Amiga, não podes fumar é perigoso!!!!
  • Exactamente , amiga.
  • aquilo que tens na mão faz-te tão mal.
  • (: Adorei o teu blog, e gostei especialmente deste...
  • bom post :)
  • Ò medo é natural , até para nos prtegermos , mas ...
  • Eu, por vezes, também não. Amei as tuas palavras. ...
  • Ola',não sei se te lembras de mim...:PPassei so' p...
  • tão gira ;)*

mais comentados

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro