Segunda-feira , 16 de Fevereiro DE 2009

Querer não querendo.

Vejo-te ao longe e todo o meu corpo tem uma qualquer transformação. Bato num amigo, crio conversa e tu caminhas como se ainda não me tivesses visto. Estás mais perto, consigo observar-te e os nossos olhares cruzam-se (adoro quando por breves segundos não existe nada mais que nós por entre a multidão, apenas nós). O meu corpo gira-se quando sinto o teu afastar-se e apercebo-me que as os vidros da porta do pavilhão fazem reflexo, rio-me tal como uma criança e regresso ao meu lugar. Entras sem olhares uma unica vez para trás, e eu prossigo o meu caminho. Encontrei desculpas para entrar no pavilhão mas nunca tive coragem de desviar o olhar para procurar por ti. A aula começa e eu não consigo retirar os olhos do chafariz enquanto aguardo que venhas beber água. O tempo passa e não te vejo chegar. Talvez te tenhas esquecido, talvez não penses em mim e não passe de apenas mais uma . "Take it easy" , saí da aula e ainda assim encontrei novamente uma desculpa para esperar que saísses . Assim que te vi começei a descer lentamente, nem sei porque o faço, só sei que o fiz. Encontro-me agora a caminhar á tua frente com a J. a meu lado , sem ela se aperceber do que se passa. Digo-lhe "não olhes para trás" e quase morro de ataque cardiaco quando a oiço gritar " porque é que nao queres que eu olhe para trás Rita? Diz-me" - enquanto todo o seu corpo roda e pára á procura de uma explicação plausivel. Mantive-me calma mas não contive o riso. Criei conversa enquanto te encontravas num outro grupo e quando te procuro vejo que não estás. Olho em todas as direcções e não te vejo até que ali estás tu . A subir aquele caminho que sempre subiste e eu sempre contestei, corro e ando, ando e corro, páro, ando e volto a correr. Ali estás tu , chamo-te com coragem e sorris-me . Caminhas para mim e conversamos sobre o dia , o que fizemos , o que não fizemos , a aula de educação fisica e confessas-me que como não te permitiram ir beber agua estávas á espera que fosse eu aparecer. Não tiro os olhos de ti , eu tento mas não consigo. Até que sem querer os meus lábios te sussuram " posso provocar-te?" e oiço " não " enquanto te ris como quem o quer . Não deixaste passar muito tempo até que me desses a entender que o querias. Brinco contigo, aperto-te os mamilos e tento levantar a camisola que esconde os abdominas que eu ainda nao vi e me limitei a sentir. Riste e paramos a olhar um para o outro. Despedi-me e desci aquela rua. És um querer não querendo, mas fazes-me sentir apaixonada como se fosse a primeira vez. Não me faças gostar de ti , deixa que me proteja primeiro .

tags: , ,
sinto-me: desprotegida
publicado por Lébasi às 19:35
Sábado , 24 de Janeiro DE 2009

Tu não és ninguém.

Tu não és ninguém , eu não gosto de ti. Odeio a tua falta de palavras nas nossas conversas e a tua aparente estupidez que se demonstra extremamente inteligente. Não suporto a tua forma de andar e a tua mão no bolso enquanto finges prestar atenção ao que eu digo. Irrita-me que gostes precisamente do mesmo que eu , partilhamos amigos e isso é algo que me faz detestar-te. Tens ar de ser igual a todos os outros , pois afinal é na sombra deles que te escondes. Mas eu não, eu vejo-te . Reconheço a tua ignorância, falta de tacto, imbecilidade e presente mau gosto na tua pessoa . Anseias por quem não te quer mas não tens coragem para arriscar e dizeres o que sentes .Quem és tu? Não és ninguém enquanto optares por não o ser. Esse teu ar irrita-me, esse sorriso maroto que em dás de cada vez que nos cruzamos revolta-me.

 E eu não gosto de ti , não gosto de nada em ti e nem sei porque é que continuo a ansiar por cada cruzamento nosso . Seja de olhares , de sorrisos ou de toques . Não sei . Tu não sabes a minha história , não sabes o que escondo , e o pouco que sabes é o que eu te dou a conhecer.

Um dia destes , por tantos defeitos que tens , ainda te beijo novamente . Não será nada , apenas mais uma coisa a detestar em ti. Já não sei como seria não te detestar . Odeio o facto de demorares a responder ás sms , odeio não dizeres nada e todas as noites te despedires . Odeio todos os factos , odeio porque te quero , mas contudo odeio-te porque não és ele .

tags: ,
publicado por Lébasi às 21:34
Sábado , 03 de Janeiro DE 2009

Solidão

 

Hoje fui ao fundo de mim mesma . Vasculhei por entre aquilo que não quero enfrentar e o que se perdeu por entre as memórias de outros tempos . É uma das leis da vida , acabamos todos numa simples memória . O meu maior medo é ser esquecida , eu sou capaz de ficar sozinha . Consigo enfrentar a solidão visto que eu e a dor já nos conhecemos uma á outra. Já a encontrei tantas vezes que da ultima vez que a vi recordo-me de estar no escúro, a chorar em cima da cama e de a ter sentido olhar pra mim. Vasculhei os meus medos , desviei as memórias e encontrei-te perdida a um canto. Continuavas com o mesmo sorriso que me cativou , com a mesma força incrivel de viver que me faz lembrar eu mesma . Estiquei-te a mão e tu olhaste-me com medo. Acabas sempre no mesmo canto, com medo á espera do meu regresso . Tu sabes que eu acabo sempre por voltar mas vejo nos teus olhos que já desististe de me procurar . Senti o meu coração gelar , tu fazes parte do pequeno grupo de pessoas pelas quais eu luto . Eu não desisto de ti . Pedi-te uma nova oportunidade , sem medos e desconfianças . Estiquei-te a mão e tu agarraste-a e sorriste. Desculpa ter-te abandonado , apartir de hoje acordarás sempre com um bom-dia e adormecerás sempre com um até manhã . Saltaste para a palma da minha mão e falámos como se nada se tivesse passado . Por muito mal que soe , eu precisei de te abandonar . Precisei de te deixar sozinha para saberes que eu também falho , não passo de apenas um ser humano com uma visão diferente da vida . Vira-me as costas quando eu te abandonar novamente , eu nunca chego a desistir de nós . As minhas palavras nunca serão as que tu queres ouvir , os meus abraços foram substituidos por uma pessoa que te dá o que eu não dou . Contudo , eu não preciso de ti mas tu precisas de mim . Não me faz falta o teu mau humor , as tuas criticas constantes e a tua forte aptidão para procurares as qualidades que sobreponham os defeitos dos que te rodeiam . Por vezes odeio-te e outras tantas amo-te , contudo não suporto ver-te chorar . Se dizem que a vida dá muitas voltas , ninguém conhece o meu Mundo. Se eu moresse , morria com um sorriso . Seria capaz de olhar a Morte nos olhos e dizer-lhe : leva-me . Não imploraria pela vida , nem choraria a minha morte . Se eu moresse , seria capaz de olhar a morte com um sorriso imenso e de a ver olhar-me perplexa. Se eu moresse , seria diferente .

 

Fiz uma lista de 101 coisas a fazer em 365 dias . Dá um olhinho (a)

 

sinto-me: sincera comigo mesma.
publicado por Lébasi às 01:02
Terça-feira , 30 de Dezembro DE 2008

Loucura .

 

Estou a poucas horas de cometer o meu crime . Não sei o que esperar da noite de amanhã , sinceramente . Sei que eu vou viver 2009 com o maximo de mim , portanto vou entrar bem neste novo ano . Eu quero dançar , eu quero viver , quero gritar na praia , sentir o vento , correr á chuva , beber um bom absinto , sentir um sorriso , ter um toque . Eu quero .

 Ninguém sabe que a ida ao Baleal foi alterada , e nós vamos rumo á Ericeira . Se eu contasse ao pai ou á mãe eles não me deixavam ir . Isto não pode ter um fim . Não sei onde é que vou dormir , sei que não quero dormir . Tenho tantos sonhos para este ano , tanta vontade de viver . Eu não gosto de mentir ao pai , odeio mesmo mas isto é mais forte . Eu amanhã tenho de sair , de ir para longe , de aproveitar a noite . Venham os castigos depois , eu aceito as consequências mas amanhã é pra viver . Amanhã é o primeiro dia de um novo começo. Eles ainda me protegem demais e eu tenho tanto querer em mim . A musica brasileira faz-me sorrir, dá-me vontade de dançar e o sorriso é imediato . Não me interessam as tristezas , não quero saber das lágrimas , amanhã é um novo dia , é o meu dia !

  O que mais me entristece é o facto de saber que o dia de amanhã tem um fim . Algo mudou , sinto-me diferente , estou mais forte . Sinto-me capaz de dominar o mundo mas sem vontade de o fazer . Neste momento , só quero chegar á Ericeira o mais rapidamente possivél e viver cada segundo . Estou com sede , sede de um novo começo . Não pretendo mudar , ser alguém diferente . Sou exactamente a pessoa que tenho de ser e sabem uma coisa ? Não existe ninguém como eu . Venha 2009 , venha a crise que eu aguento . Amanhã será um novo dia , amanhã o dia é meu !

 

BOM ANO PARA TODOS, e que ninguém mude, simplesmente cresça .

sinto-me:
publicado por Lébasi às 23:28
Domingo , 28 de Setembro DE 2008

Tempo .

 

Porque é que dás tanta importância ao tempo ? Porque é que não te limitas a aproveitar o que tens da melhor maneira possível ? Ao ouvir tais palavras da tua boca , tremi impávida em frente ao espelho do meu quarto . Tinha as luzes apagadas , mas consegui ver o reflexo do meu rosto . O silêncio denunciou a minha insegurança perante ti , desculpa . Mas pensei que soubesses que queria ficar contigo até que simplesmente já não me fosse permitido . Não foi por mal , eu juro , apenas o meu coração pediu-me incessantemente que assim fosse . E se assim não queres eu não correrei atrás de ti , mas não me darei a ti como em momentos me dei .

 Deixo o meu corpo cair sobre a cama sempre contigo no meu pensamento , a tua voz ecoa nos meus ouvidos e a resposta á pergunta que te fiz foi bombeada para o meu coração e tal como o sangue passou por cada auto estrada presente em mim . Preferia que me tivesses mentido , sinto-me estúpida .  Tu sempre me foste sincero , nunca disseste um "gosto de ti" sem o sentires nem me abraçaste sem que sentisses necessidade de o fazeres . Mas podias ter-me dito que íamos ficar juntos para sempre . Eu sei que já não tenho idade para acreditar que relações duram mesmo para sempre , e que tudo é perfeito mas eu queria que assim fosse . Queria poder cair e apoiar-me em ti , queria poder abraçar-te e voar para longe , queria um dia olhar para trás e recordar como crescemos juntos . Mas esse sonho desvanesceu-se ontem , tal como grande parte da minha criança no que se referia a ti . Eu sonhava com um dia acordar a teu lado , com um ver-te chegar a casa do emprego e simplesmente ser aquilo que tu sempre idealizaste .

 Se ontem não estava bem , e se chorei por o meu passado ainda viver em mim hoje não chorarei porque só as crianças o fazem . Hoje vou ser matura o suficiente e agradecer-te por não me iludires como tantos outros fariam . Acho que foi por isso que doeu tanto ouvir as tuas palavras ontem há noite , a verdade dói quando não é esperada . Não esperes um sorriso parvo da próxima vez que te encontrar de manhã , nem tão pouco um beijo doce depois de um olhar de ternura em que por momentos sonhava guardar-te e levar-te para onde ninguém nos pudesse fazer mal . Não me esperes , espera alguém que cada vez menos acredita no amor .

 Vou calar a voz do coração que teima em dizer que um dia espera vir a amar-te . Vou esquecer os passos que aprendi enquanto caminhava na tua direcção , tu não sabes , mas eu cheguei a decorar o caminho para ti . Tinha medo de me perder quando um dia me faltasse a luz .

 

tags: , ,
sinto-me:
publicado por Lébasi às 14:36

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2009

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
16
18
21
22
23
25
26
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Fumar mata . obrigada pela visita, voltarei bj gr
  • Amiga, não podes fumar é perigoso!!!!
  • Exactamente , amiga.
  • aquilo que tens na mão faz-te tão mal.
  • (: Adorei o teu blog, e gostei especialmente deste...
  • bom post :)
  • Ò medo é natural , até para nos prtegermos , mas ...
  • Eu, por vezes, também não. Amei as tuas palavras. ...
  • Ola',não sei se te lembras de mim...:PPassei so' p...
  • tão gira ;)*

mais comentados

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro